início da navegação

RESENHAS

(para fazer uma pesquisa, utilize o sistema de buscas no site) VOLTAR IMPRIMIR FAZER COMENTÁRIO ENVIAR POR E-MAIL

Em terra de cego ninguém enxerga o óbvio

Luis Eduardo Matta*

© by Paulo Polzonoff Jr. . Texto encaminhado pelo autor do livro: Luis Eduardo Matta

Os editores brasileiros são preguiçosos. Ou vesgos. Só isso pode explicar o fato de um escritor como Luis Eduardo Matta estar sem editora. Só agora li seu Ira Implacável, lançado pela editora Razão Cultural, e fiquei pasmo: trata-se de um escritor completo que poderia estar entre os maiores vendedores de livros do mundo. Mas os editores brasileiros preferem vender o que vem de fora…

Ira Implacável é um romance de espionagem. É um segmento que sempre vende bem. Se antigamente a Guerra Fria era uma fonte inesgotável de histórias de espiões, agora temos os terroristas com suas organizações secretas e milionárias e seus motivos sempre diabólicos de matar inocentes em prol de causas perdidas. E é por esta vertente que Matta se esgueira.

A história gira em torno de um superterrorista cujo rosto jamais foi visto - e cujas ações sempre foram bem sucedidas. Depois de um atentado no Brasil, o espião emite um comunicado dizendo que arrasará duas cidades do Oriente Médio: Tel-Aviv e Beirute. Cabe a uma comissão internacional da ONU evitar a catástrofe. E entre os militares de alta patente escolhidos para integrar a equipe está um brasileiro: Euzébio Vianna.

O livro é envolvente e bem escrito. Um editor com menos preguiça talvez pedisse que o autor colocasse um pouco mais de humor em algumas cenas muito austeras. Nada que comprometa. As descrições dos cenários são críveis e toda a ameaça deixa o leitor com o coração na mão. Que mais se poderia desejar de um livro de espionagem?

Depois da quebra da Razão Cultural, Luis Eduardo Matta tenta publicar seu mais recente romance, 120 Horas. Enquanto isso não acontece, o ficcionista milita em favor de uma causa perdida: uma literatura popular brasileira. Isto é, uma literatura que, não se pretendendo aos cânones, forme leitores com o hábito de se emocionar, se assustar e se divertir com livros acessíveis, mas não vulgares.

É uma luta difícil, se pensarmos que os escritores da nova geração só sabem fazer experimentalismos de linguagem, quando não uma literatura que contempla apenas seus umbigos. Não é à toa que, a cada dia que passa, o leitor vai se afastando mais da literatura brasileira, feita exclusivamente para ganhar prêmios e outras loas que não o aplauso dos leitores.

Eu, por mim, já joguei a toalha. Em terra onde as maiores estrelas são os vadios entediados ou as personalidades da TV que se aventuram nas letras não há lugar para o talento e a capacidade de bem comunicar de Luis Eduardo Matta. Estamos condenados a importar Stephen Kings e Le Carrés. Até porque, como já se disse no início, temos os mais preguiçosos editores do mundo.

© by Paulo Polzonoff Jr. . Texto encaminhado pelo autor do livro: Luis Eduardo Matta

Sobre o Autor

Luis Eduardo Matta: Luis Eduardo Matta nasceu no Rio de Janeiro em 1974. É autor de romances de suspense e espionagem. Sua estréia na literatura aconteceu em 1993, com "Conexão Beirute-Teeran", uma narrativa policial ambientada no pós-guerra do Líbano, com prefácio de Mansour Challita. "Ira Implacável" é o seu segundo romance. Site oficial: www.lematta.com

 

< ÚLTIMA RESENHA PUBLICADA | TODAS | PRÓXIMA RESENHA >

LEIA MAIS

Último Gerente,  por Izabel Pavesi.
Livro de IZABEL PAVESI, que nos proporciona uma leitura agradável e prazerosa, pois faz interessante a vida e as relações dentro de uma engrenagem selvagem e avassaladora de uma instituição financeira.
 Leia mais
Pedro Nava por Manoel Hygino,  por Napoleão Valadares.
Não bastassem os livros publicados, os ensaios sobre Hamlet, Rasputin, Darcy Ribeiro e outros temas palpitantes, além de contos, crônicas e os artigos do Hoje em Dia, sai agora o seu novo livro Tu és Pedro Nava - Um crime que ficou sem castigo, em que ele trata da vida e da morte do grande memorialista, talvez o maior dos nossos.  Leia mais

Faça uma pesquisa no sítio

Utilizando-se uma palavra no formulário, pesquisa-se conteúdo no Sítio VerdesTrigos.

Ir ao início da página