Crônicas,contos e outros textos

PÁGINA PRINCIPAL LISTA DE TEXTOS Victor Alegria


COMPARTILHAR FAVORITOS ver profile do autor fazer comentário Recomende para um amigo Assinar RSS salvar item em delicious relacionar no technorati participe de nossa comunidade no orkut galeria relacionar link VerdesTrigos no YouTube fazer uma busca no VerdesTrigos Imprimir

São Miguel das Missões Verdes Trigos em São Miguel das Missões/RS - Uma viagem cultural

VerdesTrigos está hospedado no Rede2

Leia mais

 




 

Link para VerdesTrigos

Se acha este sítio útil, linka-o no seu blog ou site.

Anuncie no VerdesTrigos

Anuncie seu livro, sua editora, sua arte ou seu blog no VerdesTrigos. Saiba como aqui

Com enfoques diferentes, mineiros escrevem sobre JK

por Victor Alegria *
publicado em 29/01/2006.

Neste momento de crise nacional e num ano de eleição para a Presidência da República, o nome de Juscelino Kubitschek, mais uma vez, ressurge no imaginário do povo como exemplo de estadista que levou o País na direção do futuro, ao realizar grandes obras, num clima de democracia, de esperança e de entusiasmo popular.

Os mineiros, naturalmente, sempre estiveram mais próximos de JK, na Prefeitura de Belo Horizonte, no Governo de Minas e na Presidência da República, sobretudo na realização de suas obras mais representativas, como grandes estradas, usinas hidroelétricas e a construção de Brasília.

Mais por uma questão de coincidência oportuna e feliz, quando a Rede Globo de Televisão começa a levar aos lares de todo o Brasil a biografia de Juscelino, em sua minissérie JK, chegam, também, às livrarias diferentes e complementares estudos sobre a vida e a obra do criador de Brasília.

Outra coincidência: os novos livros são de escritores mineiros, que moram há muito tempo em Brasília, e, portanto, conhecem, mais de perto, a biografia de Juscelino Kubitschek, em visões e experiências diversas.

O primeiro deles JK - Exemplo e Desafio (Thesaurus, 2005) é de Affonso Heliodoro dos Santos mineiro de Diamantina, como JK, e presidente do Instituto Histórico e Geográfico do DF , que foi um dos auxiliares mais próximos de Juscelino, tanto no Palácio da Liberdade como na Presidência da República. Seu livro é um documento histórico e literário de muito valor, memória viva e emocionante de um Brasil que construía o seu futuro com ousadia e esperança.

O livro de Affonso Heliodoro é uma das fontes principais da minissérie JK, como revelou a própria Maria Adelaide Amaral, escritora da Rede Globo de Televisão. Como amigo e colaborador de JK, Heliodoro é, também, um dos personagens da minissérie que todo o Brasil está vendo na tv.

Numa outra visão, o mineiro Ronaldo Costa Couto, natural da pequena cidade de Luz (economista, escritor, doutor em História e ministro de Estado no governo do presidente Sarney), publica, em 2ª edição, o Brasília Kubitschek de Oliveira (Record, RJ, 2005), biografia muito abrangente de JK, com enfoque mais em Brasília a cidade é filha de Juscelino, como o título revela , escrita por um homem público de reconhecidos méritos que, inclusive, exerceu o governo do Distrito Federal. Ronaldo Costa Couto é um dos consultores da Rede Globo na realização da minissérie.

Um terceiro enfoque é de outro mineiro: o escritor Jacinto Guerra, de Bom Despacho, autor de JK - Triunfo e Exílio Um estadista brasileiro em Portugal (Thesaurus, 2005), em 2ª edição revista e ampliada, lançado em Brasília, no Instituto Camões, com apoio editorial da Secretaria de Cultura do DF.

Formado em Letras pela UFMG, Jacinto Guerra tem rica experiência nas áreas de educação e cultura. Como pesquisador no Memorial JK, teve acesso direto aos arquivos da família Kubitschek, especialmente documentos e jornais brasileiros e portugueses.

Em JK - Triunfo e Exílio estão presentes o jovem médico, o líder político, o estadista e o exilado, que casa sua filha longe de sua terra e de seus amigos. É uma crônica-reportagem que relata as viagens de Juscelino Kubitschek ao exterior, especialmente a Portugal, onde o estadista viveu momentos de grande emoção, no auge de seu prestígio, depois da inauguração de Brasília e, mais tarde, os tempos difíceis do exilado político em Paris, Nova York e Lisboa.

Sobre o Autor

Victor Alegria: Victor Alegria, editor e produtor cultural, é diretor-presidente da Thesaurus Editora de Brasília.


< ÚLTIMA PUBLICAÇÃO | TODAS | PRÓXIMA>

LEIA MAIS


O bicho papão da auto-estima tupiniquim, por Carol Westphalen.

Da morte de Suzanne Pleshette e outras conversas entre sobreviventes, por Chico Lopes.

Últimos post´s no Blog Verdes Trigos


Busca no VerdesTrigos