início da navegação

RESENHAS

(para fazer uma pesquisa, utilize o sistema de buscas no site) VOLTAR IMPRIMIR FAZER COMENTÁRIO ENVIAR POR E-MAIL

Como pegar prefeito ladrão

AMARRIBO-Amigos Associados de Ribeirão Bonito*

(Abaixo texto do jornalista Elio Gaspari, publicado no O Globo - 30/03/2003)

A turma de Ribeirão Bonito, composta por cinco meninos que se educaram na cidade e se tornaram sessentões bem-sucedidos ou felizes, gastou menos de um ano atrás do prefeito Antônio Sérgio de Mello Buzzá. Com o socorro do Ministério Público, depuseram-no em abril passado e obrigaram-no a esconder-se. Fizeram tanto barulho que o foragido foi achado em Rondônia numa região de influência do narcotráfico. Nessa turma de vingadores da Viúva estão o atual presidente da Alcoa, Josmar Verillo, e o consultor Antoninho Trevisan. Todos formaram a Associação dos Amigos de Ribeirão Bonito, a Amarribo.

A turma viu-se solicitada a contar como agiu e até hoje tem gente achando que prevaleceram porque tinham um pé no andar de cima. A cartilha mostra que a felicidade está ao alcance de todos. Com a ajuda de patrocinadores (Klabin, Fiesp e Petrapak) botarão na rua dez mil exemplares do manual. O texto já está na internet e no dia 15 a versão impressa será lançada numa breve cerimônia.

A partir da cartilha da Amarribo, pode-se montar uma rede para caçar prefeito ladrão. Seus indicadores são mais precisos para se avaliar a conduta da administração em cidades pequenas. Mas seus princípios gerais valem tanto para Guaribas como para São Paulo.

Quem quiser caçar prefeito ladrão pode examinar dez itens de sua conduta. São os seguintes:

1) A declaração de bens apresentada pelo prefeito tem valores aparentemente exagerados em obras de arte, ouro, papéis ao portador ou gado. Podem ser bens-sabonete. Lavam qualquer coisa.

2) O prefeito é acusado de ter favorecido uma empresa e ela foi formada pouco antes de sua posse. É quase certo que a suspeita seja procedente.

3) O prefeito ou pessoas de sua família apareceram com carros novos. Conferindo-se a placa no Detran descobre-se que o dono do veículo é um desconhecido ou um conhecido fornecedor. Já se viu caso em que o carro da filha do prefeito estava em nome do açougueiro que vendia gasolina à prefeitura.

4) Prefeitura corrupta adora nota fria. Verifique se a empresa fornecedora ou prestadora de serviços à prefeitura realmente existe. (A cartilha ensina como.) Confira também a existência da gráfica que imprimiu o talonário de nota fiscal que a empresa usou para cobrar à prefeitura. Desconfie de notas com diagramação simples. Desconfie muito de notas fiscais de empresas diferentes com diagramação semelhante. Muitas vezes são ramos de uma mesma quadrilha.

5) A prefeitura faz muitas despesas com valores próximos a R$ 8 mil. Esse é o gasto que pode ser feito sem licença de ninguém. Desconfie também de compras com valores próximos a R$ 80 mil. É o teto de despesas permitidas sem que se faça licitação.

6) O prefeito afixa diariamente o movimento do caixa da prefeitura na véspera? Se não faz, desconfie. Desconfie mais se ele não dá publicidade ao balancete mensal.

7) Se a prefeitura paga muitas contas com cheques sem cruzamento, o golpe é manjado. Alguém quer permitir o saque na boca do caixa.

8) Quando o cardápio da merenda escolar muda disparatadamente e a prefeitura exige produtos esquisitos nas suas cestas básicas o cidadão está diante de um sinal de licitações viciadas. Já houve comissão de licitação pedindo ervilha com molho de tomate.

9) Deve-se desconfiar se o prefeito organiza muitas festas populares. Muitas quadrilhas já usaram o pagamento de promotores culturais e de cachês de artistas para maquiar recursos surripiados.

10) Prefeito ladrão não gosta de mostrar contas. Isso não significa que todos os prefeitos que não gostam de falar nas suas contas sejam ladrões, mas justifica a suspeita. Pedir as contas é sempre um bom remédio.



A cartilha está no seguinte endereço: http://www.amarribo.com.br/ ou direto em http://www.amarribo.com.br/dls/cartilha.doc

Sobre o Autor

AMARRIBO-Amigos Associados de Ribeirão Bonito: AMARRIBO-Amigos Associados de Ribeirão Bonito é uma Organização Não Governamental (ONG), sem fins lucrativos. Antoninho Marmo Trevisan, Antonio Chizzotti, João Alberto Ianhez, José Chizzotti e Josmar Verillo constituem a turma que redigiram um manual anti-roubalheira. Chama-se "O combate à corrupção
nas prefeituras".

 

< ÚLTIMA RESENHA PUBLICADA | TODAS | PRÓXIMA RESENHA >

LEIA MAIS

Dívida de Honra,  por Ronaldo Cagiano.
A vida rural, com suas projeções telúricas e lúdicas, a disputa das irmãs Dazinha e Dorinha pelo amor de Pedro, filho do capataz, a tragédia da cabana, a morte à espreita, enfim, uma sucessão de fatos instigantes, são alguns dos detalhes que fazem de “Dívida de Honra” um relato pungente e poético.  Leia mais
Os frutos da terra,  por Nomi Eve.
Romance de estréia de Nomi Eve, narrado por duas vozes, tece sensível retrato da vida dos judeus na Palestina do século XIX aos nossos dias.  Leia mais

Faça uma pesquisa no sítio

Utilizando-se uma palavra no formulário, pesquisa-se conteúdo no Sítio VerdesTrigos.

Ir ao início da página