início da navegação

RESENHAS

(para fazer uma pesquisa, utilize o sistema de buscas no site) VOLTAR IMPRIMIR FAZER COMENTÁRIO ENVIAR POR E-MAIL

A saga dos Wapshot continua...

John Cheever*

Vencedor do Pulitzer e do National Book Award, John Cheever é conhecido por sua crítica ácida à classe média ianque. Seus personagens, em sua maioria, moram nos subúrbios dos arredores de Nova York e, quase sempre, estão descontentes com o trabalho, o casamento e a vida. Por essa razão, Cheever é rotulado por alguns críticos como o Chekhov dos subúrbios.

A crônica dos Wapshot foi ovacionada como uma das 100 melhores obras da língua inglesa de todos os tempos, mostrando a trajetória de uma excêntrica família de classe média, os Wapshot. Logo depois, Cheever brinda o leitor com O escândalo dos Wapshot, tão exemplar quanto a anterior.

Na segunda parte de A crônica dos Wapshot, boa parte dos membros da família morreu ou mudou-se da pequena cidade de St Botolphs. O escândalo dos Wapshot conta os percalços do irmãos Moses e Coverly ? que saíram da cidade ?, e de Honora ? a tia que permaneceu em Botolphs. A cidade é menos importante aqui do que na obra anterior, a não ser pelo fato de ser a responsável pela criação da personalidade dos personagens. Alguns críticos consideraram O escândalo mais divertido e acessível do que A crônica dos Wapshot.

Depois de ser desmascarada? por ficar por muitos anos sem pagar nenhum imposto? a tia Honora foge para a Europa. Coverly torna-se membro da Unamerican Activities Committe e Moses tem de encarar a traição da mulher. É a perplexidade dos personagens diante dos acontecimentos que dá todo o charme do romance, quando eles tentam entender e refazer suas vidas. Cheever mostra a tentativa dos Wapshot de sofisticar o "insofisticável", essa é a graça da obra. Aqui os meandros do comportamento humano são detalhados com o irreverente humor do autor. A capacidade de captar o drama e a tristeza dos personagens é tanta, que Cheever pode ser considerado um percursor do Gênero "New Yorker Story", caracterizado pela observação afinada do cotidiano.

A ficção de John Cheever concentra-se na complexidade da personalidade humana e em sua solidão, se de um lado seu texto transborda ironia e absurdo, de outro embebe-se de compaixão. O escândalo dos Wapshot é a constatação.

Sobre o Autor

John Cheever: John Cheever was born in Quincy, Massachusetts, in 1912. He is the author of seven collections of stories and five novels. His first novel, The Wapshot Chronicle, won the 1958 National Book Award. In 1965 he received the Howells Medal for Fiction from the National Academy of Arts and Letters, and in 1978 The Stories of John Cheever won the National Book Critics Circle Award and the Pulitzer Prize. Shortly before his death, in 1982, he was awarded the National Medal for Literature from the American Academy and Institute of Arts and Letters.

 

< ÚLTIMA RESENHA PUBLICADA | TODAS | PRÓXIMA RESENHA >

LEIA MAIS

Os Aromas do Deserto,  por Viegas Fernandes da Costa.
O livro "Os Aromas do Deserto" é o relato dos dois anos que a autora morou na Somália. Um relato emocionante, lírico e que desperta a nossa curiosidade a respeito de um povo distante e diferente.  Leia mais
O TRIÂNGULO MACHADIANO,  por Joaquim Branco.
Um dos temas mais apreciados por Machado de Assis em suas obras é o do triângulo amoroso que coloca três personagens numa balança: o marido, a mulher e uma terceira pessoa, geralmente um homem.
 Leia mais

Faça uma pesquisa no sítio

Utilizando-se uma palavra no formulário, pesquisa-se conteúdo no Sítio VerdesTrigos.

Ir ao início da página