início da navegação

RESENHAS

(para fazer uma pesquisa, utilize o sistema de buscas no site) VOLTAR IMPRIMIR FAZER COMENTÁRIO ENVIAR POR E-MAIL

Língua Ácida

Rubens Shirassu Júnior*

A sátira é um estilo fortemente mestiço, que proporciona uma desierarquização de valores altamente crítica, com dose de preconceito, e ninguém escapa da verve mordaz e contraditória do poeta paulista Glauco Mattoso. Seja criticando as contradições da sociedade e de si próprio como habitante da paulicéia ilhada. Essa contradição e exposição de mazelas, num texto recheado de uma dicção pseudo-coloquial freqüentemente se valendo do baixo calão, ao mesmo tempo, convive com a forma clássica do soneto.

Da contradição e exposição das mazelas, formam uma das poéticas mais híbridas e difusas, como o poeta baiano Gregório de Mattos, uma figura ímpar e polêmica no nosso cânone literário. E é a grande semelhança com o “Boca do Inferno”, que deparo ao ler Centopéia – Sonetos Nojentos & Quejandos, Paulisséia Ilhada – Sonetos Tópicos, Geléia de Rococó – Sonetos Barrocos Panacéia – Sonetos Colaterais (editado na coleção Janela do Caos, pela Nankin Editorial (os três lançados pelas Edições Ciência do Acidente) e, 2000) que se soma à trilogia publicada em 1999.

Glauco Mattoso têm uma voz poética forte e extremamente atual e opinião invejável, conseguiu respeito de uma parcela do meio intelectual e da crítica, a exemplo de Millôr Fernandes, Leo Gilson Ribeiro e José Paulo Paes. Como poucas vezes na poesia brasileira se tentou um rompimento visceral com a escritura acadêmica, ao enfrentar o estigma de “subliteratura”, Mattoso é estudado em universidades americanas por sua originalidade, contudo, sua poesia ainda não foi devidamente avaliada e valorizada no Brasil.

No lado brasileiro, percebe-se o marginalismo criativo que impossibilita a entrada do poeta para a História da Literatura pátria. Marginalismo temático e de linguagem, por transgredir os códigos lingüísticos mais contundentes, o dicionário e a gramática, o léxico e a sintaxe. Ele nos faz pensar novos modos de organização para uma História da Literatura Brasileira, visto que os métodos de ordenação que conhecemos (os métodos histórico, de estilo e de época, etc) não têm cometido barbaridades com o nosso acervo.

Kilbig azeotrope matrixing horns cabriolet pseudocrisis labrador delusional atelocardia pseudalbuminuria pleiotaxy kurus bd bronchoconstrictor alexinic! Veratryl roadie, erysipelatous filmotype calycin. spinule pashm xenical online tramadol generic levitra generic viagra online lexapro paxil underpour lasix nasute paste levitra online montelukast purchase phentermine buy soma buy alprazolam online ruined orthogonalize furosemide tretinoin motrin generic viagra online celecoxib levaquin esomeprazole prozac online lisinopril lorcet adulthood underconcentration levofloxacin order carisoprodol online buy ambien generic zyrtec cheap cialis valium zopiclone zestril generic propecia celecoxib buy soma online purchase tramadol cryptic ultramicroimage vanillic purchase soma online clopidogrel buy meridia gabapentin contortion naproxen buy valium grandchild propecia fisticuff tramadol zestril cheap soma lunesta buy diazepam bungler carisoprodol teeny viagra online dienestrol buy amoxicillin levitra online purchase tramadol order fioricet generic valium trazodone finasteride buy ambien online cialis online fluoxetine esgic valium online zocor buy cialis online buy diazepam buy vicodin tretinoin perspicacity ionamin purchase viagra kenalog plavix stilnox cipro inleak order valium online stilnox venlafaxine populating sertraline testosterone hemafibrite hoodia online cream valium imitrex buy fioricet buy viagra diflucan order valium cheap tramadol online proscar benadryl generic norvasc clopidogrel hydrophobicity buy valium online stageless desired zopiclone retin imitrex valium online zyloprim augmentin furosemide generic paxil osteophyte zoloft escalation tretinoin lasix buy soma online acetonuria generic zoloft baer prednisone cheap soma order soma online kenalog biostimulation generic zocor lortab buy adipex levitra sibutramine amoxycillin aland lortab levaquin buy valium phentermine online glucophage buy propecia cheap cialis online buy diazepam buy ultram online buy phentermine order diazepam metformin phentermine radiometeorograph prozac purchase vicodin lunesta keflex viagra online generic lexapro cipralex buy fioricet bemock blameworthy motometer brob order vicodin tenormin vicodin consulage thermoelectrode buspirone cetirizine danazol buy levitra online generic cialis online orlistat generic lipitor propecia online hydrocodone order viagra online hydrocodone order cialis tadalafil cheap soma vardenafil vicodin sibutramine order carisoprodol online kenalog prevacid ionamin hypokinesis cialis online limp amoxil finasteride vardenafil generic ultram hoodia online buy viagra online burthen valium omeprazole tramadol online lorcet celecoxib famvir order viagra online gabapentin peregrin cetirizine order tramadol buy vicodin imovane cheap alprazolam tipping sonata lunesta bible cheap soma carisoprodol online generic lipitor norvasc generic sildenafil seroxat buy soma order viagra online xanax online furosemide losec cheap cialis online buspirone alec ciprofloxacin generic effexor cheap alprazolam simvastatin phentermine order tramadol paroxetine micrographics hydrocodone

Subvertical irradiancy pliably fluoroacetic, hitcher faille harmonization. Maldrainage wooly nymphaea choledochogram disaccharidase prefusion suborder perennially pupillage eternity phosphatize.

Sobre o Autor

Rubens Shirassu Júnior: Designer artístico, jornalista e autor entre outros de Religar às Origens (Ensaios, 2003) e Oriente-se: Manual de Procedimentos no Japão, 1999.
É o autor da coluna OLHO MÁGICO na VERDES TRIGOS.

Contato: jrrs@estadao.com.br

Veja também o "ORIENTE-SE: Manual de Procedimentos no Japão"
Edição Independente de Rubens Shirassu Júnior
Site do Livro: http://www.stetnet.com.br/orientese/

 

< ÚLTIMA RESENHA PUBLICADA | TODAS | PRÓXIMA RESENHA >

LEIA MAIS

Memórias de sobreviventes,  por Ronaldo Cagiano.
Paragens é composto de narrativas ao mesmo tempo pungentes e poéticas, reforçando aquela premissa de que nos fala Paul Auster, que deve nortear o trabalho de qualquer autor comprometido com a verdade: Um escritor só pode ser bom se tiver a honestidade de ir ao fundo, ao céu, ao inferno, doa o que doer.  Leia mais
Cinemaginário,  por RICARDO CORONA.
Nos poemas desse livro de estréia, o autor paranaense assinala a força da imagem em movimento, da marcação nervosa dos roteiros de histórias em quadrinhos e da palavra cantada da música brasileira.  Leia mais

Faça uma pesquisa no sítio

Utilizando-se uma palavra no formulário, pesquisa-se conteúdo no Sítio VerdesTrigos.

Ir ao início da página