início da navegação

RESENHAS

(para fazer uma pesquisa, utilize o sistema de buscas no site) VOLTAR IMPRIMIR FAZER COMENTÁRIO ENVIAR POR E-MAIL

Travessias Revolucionárias

.::. Verdes Trigos Cultural .::.*

Este livro conta a vida de três militantes sindicalistas revolucionários que atuaram intensamente na Itália, no Brasil e em outros países, entre o fim do século XIX e o fascismo. Eram italianos, mas consideravam-se cidadãos do mundo, da grande nação proletária, e inseriam-se nas comunidades e movimentos de trabalhadores onde aportavam. De Ambris era socialista e manteve-se fiel ao seu ideal até a morte, no exílio antifascista. Sorelli permaneceu no Brasil, militando intensamente no sindicalismo e no anarquismo. Rossoni participou do fenômeno desconcertante que foi a passagem de vários sindicalistas revolucionários ao fascismo, tendo-se tornado o organizador do sindicalismo fascista. Percorrendo essas vidas, com sua grande mobilidade geográfica e ideológica, este livro procura decifrar o sindicalismo revolucionário, bem como sua relação com outras correntes políticas, como o socialismo, o anarquismo e o fascismo.

EDILENE TOLEDO revela um aspecto dramático, e atéagora praticamente desconhecido, da imigração e da militância política italiana no Brasil. Ao examinar as carreiras dos militantes Alceste De Ambris, Giulio Sorelli e Edmondo Rossoni, tanto na Itália quanto em São Paulo, a autora também abre uma discussão estimulante e bem informada sobre a história do sindicalismo revolucionário, corrente política da maior importância no Brasil e em outros países no começo do século XX.

Não écomum que um livro baseado em tese de doutorado abra perspectivas originais e inesperadas sobre questões que achávamos já conhecidas, mas é isso que Edilene Toledo consegue, com base numa pesquisa aprofundada em arquivos italianos ebrasileiros, em Travessias revolucionárias. (Michael Hall, Departamento de História, UNICAMP)

Sobre a Autora:
EDILENE TOLEDO é professora do Departamento de História da Universidade Federal do Ceará. Fez a graduação e o mestrado na UNICAMP e o doutorado também nessa universidade e na Itália. Tem-se dedicado ao estudo da imigração e dos movimentos políticos das primeiras décadas do século XX. É autora de Entre o sindicalismo revolucionário e o anarquismo: militantes e trabalhadores em São Paulo na Primeira República, e, com Jefferson Cano, de Imigrantes no Brasil no século XIX, indicado ao Prêmio Jabuti 2004 na categoria Didáticos e Paradidáticos, além de vários artigos.

Sobre o Autor

.::. Verdes Trigos Cultural .::.: .

Da Redação de VERDESTRIGOS.ORG
VerdesTrigos.ORG lhe oferece conteúdo interativo, inteligente, culto e de indiscutível bom gosto. Um sítio cultural do escritor Henrique Chagas. Simplesmente fazendo diferença. Depende de nós

 

< ÚLTIMA RESENHA PUBLICADA | TODAS | PRÓXIMA RESENHA >

LEIA MAIS

A Transgressão Sutil,  por Whisner Fraga.
Autor de Nó de sombras, lançado em 2000 pelo Instituto Moreira Salles, avalizado por críticos e escritores, entre os quais Ignácio de Loyola Brandão, Chico Lopes é um contista à moda antiga, aqui entendida por sua inclinação ao texto clássico, sem apelo a vanguardas ou inovações formais.  Leia mais
A palavra desencantada,  por Whisner Fraga.
Em Senhoras do santíssimo feminino, a trama começa propondo um desafio, uma ressurreição santa, mas aos poucos se torna lerda, arrastada, de modo que o leitor se desanima à medida que avança nas 270 páginas da obra.  Leia mais

Faça uma pesquisa no sítio

Utilizando-se uma palavra no formulário, pesquisa-se conteúdo no Sítio VerdesTrigos.

Ir ao início da página