Crônicas,contos e outros textos

PÁGINA PRINCIPAL LISTA DE TEXTOS Carla Coelho


COMPARTILHAR FAVORITOS ver profile do autor fazer comentário Recomende para um amigo Assinar RSS salvar item em delicious relacionar no technorati participe de nossa comunidade no orkut galeria relacionar link VerdesTrigos no YouTube fazer uma busca no VerdesTrigos Imprimir

São Miguel das Missões Verdes Trigos em São Miguel das Missões/RS - Uma viagem cultural

VerdesTrigos está hospedado no Rede2

Leia mais

 




 

Link para VerdesTrigos

Se acha este sítio útil, linka-o no seu blog ou site.

Anuncie no VerdesTrigos

Anuncie seu livro, sua editora, sua arte ou seu blog no VerdesTrigos. Saiba como aqui

“Elas ocuparam as redações”: Mulheres estão presentes em todas as áreas profissionais

por Carla Coelho *
publicado em 09/11/2007.

O livro surgiu como uma tentativa de identificar as estratégias e os recursos utilizados pelas jornalistas para acelerar o processo de democratização do país, mas se transformou numa obra que conseguiu observar as estruturas das empresas de comunicação e a própria profissão de jornalista nas últimas décadas.

Ao analisar o papel das mulheres nas redações ocupando os espaços que anteriormente era apenas dos homens é possível delinear as transformações que aconteceram na sociedade, de uma forma bem mais ampla, nos últimos tempos.

As organizadoras da obra, Alzira Alves de Abreu e Dora Rocha, reuniram o depoimentos de dez mulheres jornalistas que marcaram e marcam presença na comunicação nacional e conseguiram provar que a partir de 1970, assim como em outras áreas, a mulher começa a galgar postos nas redações de todo o Brasil.

Foi possível também avaliar que o nível de escolaridade das mulheres é superior ao dos homens e que a diferença dos salários entre homens e mulheres, ocupando os mesmos cargos, vem caindo progressivamente.

Por se tratar de uma profissão que por muito tempo foi predominantemente masculina, as mulheres só passaram a ser comumente vistas nas redações após a obrigatoriedade do diploma. O jornalismo é também apontado como uma profissão de prestígio. O status de jornalista é considerado elevado em relação a outras profissões.

O que se vê hoje são mulheres dominando as redações. Atuando desde as editorias de moda, saúde e cultural, até as editorias de economia, política e polícia.

O jornalismo está se tornando cada vez mais uma profissão feminina. Mas nem sempre foi assim - para se afirmar na profissão, as mulheres tiveram que enfrentar preconceitos dentro e fora das redações. Alice-Maria, Ana Arruda Callado, Cláudia Safatle, Dora Kramer, Eleonora de Lucena, Eliane Cantanhêde, Fátima Bernardes, Lilian Witte Fibe, Míriam Leitão e Tereza Cruvinel mostram como as mulheres enfrentaram esse desafio e modificaram para a melhor o jornalismo praticado no país. Este livro não documenta apenas o crescimento da presença feminina na imprensa brasileira - ele mostra, com seguidos exemplos, por que isso aconteceu. O livro traz os seguintes temas - Elas ocuparam a imprensa; Mulheres nos jornais - Ana Arruda Callado, Eliane Cantanhêde, Míriam Leitão, Dora Kramer, Tereza Cruvinel, Cláudia Safatle, Eleonora de Lucena; Mulheres nos telejornais - Alice-Maria, Lilian Witte Fibe, Fátima Bernardes.

Sobre o Autor

Carla Coelho: Carla Coelho é pós-graduanda em Marketing pela Universidade Estácio de Sá, bacharel em Comunicação Social, habilitação em Jornalismo, pela mesma Universidade e especialista em Jornalismo Cultural e Editoras, pela Universidade do Livro - Editora Fundação Unesp. Atuou como assessora de imprensa e membro do conselho editorial da Editora Vozes por mais de quatro anos, tendo participado como coordenadora da programação cultural e visitação escolar da I, II e III Bienal do Livro de Petrópolis Região Serrana, além de ter organizado eventos como o III e IV Educserra da Universidade Católica de Petrópolis e a I e II Semana de Comunicação da Universidade Estácio de Sá.
Como repórter da TV Cidade Imperial elaborava pautas, fazia a produção, execução e edição das matérias para o "Jornal das Sete". Na Rádio ONG Viva Rio assumiu a editoria de cultura como voluntária e atuava desde a elaboração das pautas até a locução propriamente dita. Para o Jornal Folha A Cidade, de Campos dos Goytacazes, escrevia periodicamente para o caderno de cultura. Atualmente é a jornalista responsável pelas ações da Comunicação Livre, empresa de Petrópolis/RJ que atua nos campos da Comunicação e do Marketing. Petropolitana, a jornalista além de apaixonada por livros e leitura é amante da Cidade Imperial e de suas belezas naturais e históricas.

Contato:
carlacoelho03@comunicacaolivre.com.br

< ÚLTIMA PUBLICAÇÃO | TODAS | PRÓXIMA>

LEIA MAIS


Imbróglio 513, por Terezinha Pereira.

Uma comédia para comover e a melancolia de um cineasta singular, por Chico Lopes.

Últimos post´s no Blog Verdes Trigos


Busca no VerdesTrigos