Crônicas,contos e outros textos

PÁGINA PRINCIPAL LISTA DE TEXTOS José Aloise Bahia


COMPARTILHAR FAVORITOS ver profile do autor fazer comentário Recomende para um amigo Assinar RSS salvar item em delicious relacionar no technorati participe de nossa comunidade no orkut galeria relacionar link VerdesTrigos no YouTube fazer uma busca no VerdesTrigos Imprimir

São Miguel das Missões Verdes Trigos em São Miguel das Missões/RS - Uma viagem cultural

VerdesTrigos está hospedado no Rede2

Leia mais

 




 

Link para VerdesTrigos

Se acha este sítio útil, linka-o no seu blog ou site.

Anuncie no VerdesTrigos

Anuncie seu livro, sua editora, sua arte ou seu blog no VerdesTrigos. Saiba como aqui

Você Conhece o jourNow?

por José Aloise Bahia *
publicado em 29/03/2005.

Uma experiência bem original caminha pelos passeios do Rio. Rondando a orla, quase todos os dias, o aquariano, escritor e letrista Tavinho Paes vai de mesa em mesa pelos bares da cidade. Além de autografar os livretos, troca idéias com os leitores. Aceita até sugestões. Interatividade plena. Pois bem, o carioca Tavinho Paes é o inventor do jourNow, um casamento do jornalismo com a literatura. Ou melhor: "uma experimentação poética sobre a linguagem jornalística". O diferencial é o humor com que trata assuntos de amplo conhecimento da opinião pública. Tom Wolfe com certeza deve estar rindo à toa no túmulo.

O experimento está disponível em booklet de 40 páginas. E já tem dois volumes circulando. Um "Primeiro Caderno" com foco em temas políticos atuais. E o "Segundo Caderno" no estilo de colunas sociais e revistas de fofocas. Nestes primeiros números aparece um polêmico subtítulo (Jornalismo Ridículo), uma "homenagem adequada" ao jornalista Joaquim Ferreira dos Santos e sua coluna (Gente Boa) publicada diariamente no O Globo. Neste trânsito textual, em coluna publicada com destaque, o nome do jornalista do "O Globo" foi parodiado para Mme. Juju Ferrér de Saint-Hilaire, e a coluna renomeada com o tìtulo de Gente Boba. Uma brincadeira, segundo Tavinho Paes, uma subversão e licenciatura literária do noticiário à luz de métodos nada ortodoxos do experimento. Textuações embaralhadas, humor de primeira qualidade. Gargalhadas na certa.

Infelizmente o jourNow só circula, em edições mínimas, no Baixo Leblon. Mas vale conferir o saite: www.totalmentedemais.com.br. A seguir, pérolas das primeiras edições. Dão o que falar e refletir tais perguntas e afirmações. E são de uma atualidade:

"EDITORIAL: quem realmente quer ler as notícias publicadas nos jornais que só foram frescas... ontem? A quem interessa o que disseram e noticiaram os jornais que, hoje, embrulham os peixes na feira? A quem interessa certas notícias e quem deseja que elas sejam lidas? Para que servem? A quem servem? E quem se serve? Do que sai publicado com destaque nos jornais? Jornalistas que se tornam mais importantes do que as notícias que escrevem... Colunistas, cujas famas excedem a dos mais consagrados ídolos populares... Todos produzindo notícias ao sabor de seus humores e preferências, incluindo as políticas e as sexuais... Além de uma manchete que confirme uma vacina eficiente contra o câncer, você sabe o que quer realmente ler nos jornais?"

"GENTE BOBA, par Mme. Juju Ferrér de Saint-Hilaire - CPMF: você confere os cálculos dos bancos que te cobram CPMF? E como confere se o que eles enviam para o governo é o mesmo que te cobraram? Como nas contas tem sempre uma dízima, você acha que os bancos arredondam o valor pra baixo? E se for ao contrário? Quem você acha que fica com o troco? AVISO AOS FUMANTES: a nova tática do Ministério da Saúde para combater o tabagismo pretende substituir as atuais fotos dos maços de cigarros por imagens de corruptos, calhordas e assassinos. Todos pitando um cigarrinho! EMPREGO BOM: artistas famosos estão copiando caciques políticos e contratando aspones. FOME ZERO: o sucesso deste programa tem tudo a ver com as bocas-livres que os ricaços estão promovendo. Os convidados, inclusive, já adotaram o novo slogan da campanha: meu pirão primeiro! LACAN NA BAHIA: em Salvador, o método lacaniano está sendo revolucionado. Lá, só os psicanalistas falam durante as sessões. Os pacientes, que passaram a participar dos problemas do médico, adoraram! MST & FUTEBOL: fontes dos serviços de Inteligência Artificial do Planalto asseguram a articulação de uma grande ofensiva dos Sem-Terra para as próximas horas. Segundo informações secretas, a terra improdutiva escolhida para o ataque é o gramado do Maracanã."

Sobre o Autor

José Aloise Bahia: José Aloise Bahia nasceu em nove de junho de 1961, na cidade de Bambuí, região do Alto São Francisco, Estado de Minas Gerais. Reside em Belo Horizonte. Tem ensaios, críticas, artigos, crônicas, resenhas e poesias publicadas em diversos jornais, revistas e sites de literatura, arte e imprensa na internet. Pesquisador no campo da comunicação social e interfaces com a literatura, política, estética, imagem e cultura de massa. Estudioso em História das Artes e colecionador de artes plásticas. Sócio fundador e diretor de jornalismo cultural da ALIPOL (Associação Internacional de Literatura de Língua Portuguesa e Outras Linguagens) Estudou economia (UFMG). Graduado em comunicação social e pós-graduado em jornalismo contemporâneo (UNI-BH). Autor de "Pavios Curtos" (poesia, anomelivros, 2004). Participa da antologia poética "O Achamento de Portugal" (anomelivros, 2005), que reúne 40 poetas mineiros e portugueses contemporâneos.


< ÚLTIMA PUBLICAÇÃO | TODAS | PRÓXIMA>

LEIA MAIS


As "Páginas de Terra" de Mia Couto, por Viegas Fernandes da Costa.

Uma entrevista exclusiva com o cubano Luis Alberto Rodriguez Moraga, por Zaide Moz.

Últimos post´s no Blog Verdes Trigos


Busca no VerdesTrigos