Crônicas,contos e outros textos

PÁGINA PRINCIPAL LISTA DE TEXTOS Pablo Morenno


COMPARTILHAR FAVORITOS ver profile do autor fazer comentário Recomende para um amigo Assinar RSS salvar item em delicious relacionar no technorati participe de nossa comunidade no orkut galeria relacionar link VerdesTrigos no YouTube fazer uma busca no VerdesTrigos Imprimir

São Miguel das Missões Verdes Trigos em São Miguel das Missões/RS - Uma viagem cultural

VerdesTrigos está hospedado no Rede2

Leia mais

 




 

Link para VerdesTrigos

Se acha este sítio útil, linka-o no seu blog ou site.

Anuncie no VerdesTrigos

Anuncie seu livro, sua editora, sua arte ou seu blog no VerdesTrigos. Saiba como aqui

ALÉM DO ARCO-ÍRIS

por Pablo Morenno *
publicado em 21/02/2005.

Menina Dorothy tem um sonho: conhecer o mundo plantado além do arco-íris. Feito de bruxas e fadas, o mundo além do arco-íris é como nos livros infantis. Na terra de Oz ela chega por um tornado, transtornada. Mas Oz decepciona. O sonho de ir agora é voltar. No caminho das pedras amarelas precisa encontrar um mágico. Apenas ele entende retornos. Na trilha, encontra um homem de lata que quer um coração, um espantalho que almeja um cérebro e um leão covarde buscando a coragem.

"A religiosa norte-americana Dorothy Stang, de 73 anos, foi assassinada a tiros na manhã de ontem, no município de Anapu, a 140 Km de Altamira, região do Xingu (PA). A missionária, que vivia no Brasil desde a década de 60 e havia sido naturalizada brasileira há pouco mais de três meses, vinha sofrendo constantes ameaças de morte pelo seu trabalho de reconhecimento internacional, pelo direito à terra e em favor das centenas de famílias que vivem em situação de miséria naquela região. Dorothy Stang foi cercada por dois homens e atingida por seis tiros à queima-roupa e teve morte instantânea".

Todo menino ou menina tem ao menos um sonho. A paz do mundo, uma roseira de esperança no quintal, um caderno de justiças para ser desfolhado na precisão. Mas, há meninos e meninas que sonham comprar pedaços do mundo. Há meninos e meninas que querem vender roseiras e ser donos de canteiros. Há meninos e meninas que sonham ter fábricas de cadernos. Não podemos ser ingênuos. Quase sempre uns sonhos precisam vencer os outros. Isso pode tornar-se, às vezes, questão de vida ou morte.

O relógio faz meninos e meninas homens e mulheres. Crescidos, expõem para venda seus sonhos redondos. Fartas bandejas. Verdade, alguns não os vendem. Oferecem-nos gratuitamente para famintos. Quem vende sonhos sonhou tornar-se um vendedor. Quem apenas os oferece sonhou ser um doador. O problema é que os doadores de sonhos estragam o mercado dos vendedores. Isso pode tornar-se, às vezes, questão de vida ou morte.

Dorothy deixou um país economicamente próspero para embrenhar-se na floresta amazônica com bruxas e fadas. Não era como no sonho. Mas não sucumbiu à saudade de casa. É aqui, além do arco-íris, meu lugar. Ficarei. Não procurou o mágico. Alguém precisava espichar o arco-íris e não era com truques. Um pouco de colorido atenuaria os embates de vida e morte.

Dorothy tombou antes de ensinar aos homens de lata como ter um coração de carne. Dorothy, idosa e frágil, regou a terra com sangue antes de ensinar ao espantalho a importância de um cérebro. Só os leões tiveram uma lição de coragem. Pena que seus dentes a calaram antes da última frase.

Ao cerrar os olhos, Dorothy olha com ternura o buraco esquerdo em nossa lata. Dorothy morta profetiza nossas cabeças descerebradas. Mas, se quisermos, poderemos apreender sua coragem. Mulher, idosa e desarmada enfrentou serena dois homens, espingardas e seis tiros. Com uma bíblia.

Eu só não desculpo Dorothy por sua ingenuidade. Devia ter desconfiado. Além do arco-íris, o mundo não está preparado pra ser colorido. Dorothy, você exagerou na dose de fé e esperança!

Sobre o Autor

Pablo Morenno: Pablo Morenno nasceu em 21.05.1969, em Belmonte, SC, e mora em Passo Fundo, RS. É licenciado em Filosofia e bacharel em Direito. Também é professor de Espanhol em cursinhos pré-vestibular, músico e servidor público federal do Tribunal Regional do Trabalho/4ª Região, e pinta nas horas vagas. Escreve uma coluna semanal de crônicas no jornal O Nacional, de Passo Fundo RS, e Nossa Cidade de Marau-RS. Colabora com os jornais Zero Hora, Direito e Avesso, e com sites de leitura e literatura. É Membro da Academia Passofundense de Letras, ocupando a cadeira cujo patrono é Érico Veríssimo. Como animador cultural e escritor, participa de projetos de leitura do IEL- Instituto Estadual do Livro do RS e de eventos literários no Rio grande do Sul e Santa Catarina. Com suas palestras interdisciplinares e descontraídas, utilizando-se de histórias e da música, conversa com crianças, jovens, pais, professores e idosos sobre a importância da leitura e da arte na vida.

Livros publicados: POR QUE OS HOMENS NÃO VOAM? Crônicas, WS Editor e MENINO ESQUISITO, Poesia Infantil, WS Editor. Contato com o Autor: Pablo Morenno

< ÚLTIMA PUBLICAÇÃO | TODAS | PRÓXIMA>

LEIA MAIS


Paixão aprendida na infância, por Rosângela Vieira Rocha.

GERALD CLARKE fez retrato definitivo de um grande escritor atormentado, por Chico Lopes.

Últimos post´s no Blog Verdes Trigos


Busca no VerdesTrigos