Crônicas,contos e outros textos

PÁGINA PRINCIPAL LISTA DE TEXTOS Efraim Rodrigues


COMPARTILHAR FAVORITOS ver profile do autor fazer comentário Recomende para um amigo Assinar RSS salvar item em delicious relacionar no technorati participe de nossa comunidade no orkut galeria relacionar link VerdesTrigos no YouTube fazer uma busca no VerdesTrigos Imprimir

São Miguel das Missões Verdes Trigos em São Miguel das Missões/RS - Uma viagem cultural

VerdesTrigos está hospedado no Rede2

Leia mais

 




 

Link para VerdesTrigos

Se acha este sítio útil, linka-o no seu blog ou site.

Anuncie no VerdesTrigos

Anuncie seu livro, sua editora, sua arte ou seu blog no VerdesTrigos. Saiba como aqui

Conversa entre amigos

por Efraim Rodrigues *
publicado em 16/01/2005.

Ontem tive o prazer conhecer e de gastar várias horas conversando com o novo secretário do meio ambiente de Londrina, o Prof. Cleidival Fruzeri. Ambientalistas se reconhecem imediatamente nos assuntos que gostam de falar e nas suas propostas para cidades.

Falamos sobre o nosso Parque Arthur Thomas, e de como, mesmo tendo tão pouco a oferecer, em infra-estrutura, é tão importante para tantas pessoas de Londrina, e de como seus predicados naturais são pouco valorizados.

Para os que não são de Londrina (e para muitos que são também) é preciso dizer que neste Parque nosso você pode estar rodeado de floresta razoavelmente bem conservada (pelo menos em sua fisionomia), com uma bela cachoeira, a poucas centenas de metros da prefeitura, avenidas cheias de carros, etc. Aparte das vantagens ambientais para a cidade, este éum recurso paisagístico inestimável, que somente 5000 cidadãos aproveitam por mês. E provavelmente, entre estes 5000 cidadãos, deve ter muitos dos mesmos que vão ao parque repetidas vezes.

Em nossa conversa nós sonhamos com um parque com infra-estrutura atraente, em que três vezes mais pessoas acorressem a ele em cada mês, e onde também estudantes de engenharia elétrica mantivessem funcionando a pequena e histórica usina hidrelétrica que ora jaz à margem do rio que corta o parque.

Sonhamos com uma estrutura adequada de visitação, pedalinhos decentes, restaurantes, arvorismo... Sonhamos com uma alternativa de diversão para a cidade, empregos e educação ambiental. Tudo acontecendo no mesmo lugar.

Mais do que isto, sonhamos em conectar o Arthur Thomas à rede de fundos de vale da região, tornando possível o transporte em bicicleta por grande parte da cidade. Sonhamos até em montar o prefeito em uma bicicleta para inaugurar o trajeto. Neste momento, o sonho transcendeu o manejo de parques para envolver alternativas de transporte baratas para a população de baixa renda, assim como um pouco mais de atividade física para os que podem ter um carro. Isto para não falar que cada carro que deixa de rodar, limpa o ar de nossa cidade.
O sonho, afinal não é tão impossível de ser realizado. Londrina fez, há poucos anos, uma obra simples de revitalização ao redor de um lago, o Igapó 2, que rapidamente encheu de usuários. Custo baixo, grama, pedrisco e pontes de madeira, e centenas de pessoas caminhando. A Prefeitura a vai economizar um monte de recursos com serviços médicos com esta pequena obra, em um futuro próximo !

Londrina teve a sorte, a visão, ou um pouco de ambas, de preservar seus fundos de vale, mesmo em áreas bem centrais da cidade. Olhando a imagem de satélite da cidade, você vê grandes dedos (os fundos de vale com vegetação) segurando a cidade, cortando-a em todas direções.

Lá em Cambridge, onde morei por quatro anos durante meu doutorado, não tinha nada disso, a colonização daquele pedaço dos Estados Unidos foi feita em 1600, mas eles foram espertos em aproveitar o espaço aberto pela desativação da malha ferroviária. Tudo aquilo é cortado por parques lineares. Eu tinha amigos que moravam 20 Km longe do trabalho e que vinham de bicicleta (no verão, é óbvio). É exercício e economia para si próprio, é também economia de recursos naturais para o próximo.

Londrina tem condições ambientais melhores que Cambridge-MA para implementar um projeto desta natureza. Nos falta somente a liderança política para encampar um projeto integrado para as áreas verdes da cidade.

Espero que sob a batuta do batuta Prof. Fruzeri, o verbo faltar seja conjugado no passado.

Sobre o Autor

Efraim Rodrigues: Efraim Rodrigues, Ph.D. (efraim@efraim.com.br) é doutor pela Universidade de Harvard, Professor Adjunto de Recursos Naturais na Universidade Estadual de Londrina, Consultor do Programa Fodepal da FAO-ONU e Editor da Editora Planta, sem fins lucrativos.

< ÚLTIMA PUBLICAÇÃO | TODAS | PRÓXIMA>

LEIA MAIS


Poema de Mineiro nos Ônibus e Trens de Porto Alegre, por Jacinto Guerra.

Falando de sexo com Ian McEwan, por Noga Lubicz Sklar.

Últimos post´s no Blog Verdes Trigos


Busca no VerdesTrigos