Crônicas,contos e outros textos

PÁGINA PRINCIPAL LISTA DE TEXTOS Chico Lopes


COMPARTILHAR FAVORITOS ver profile do autor fazer comentário Recomende para um amigo Assinar RSS salvar item em delicious relacionar no technorati participe de nossa comunidade no orkut galeria relacionar link VerdesTrigos no YouTube fazer uma busca no VerdesTrigos Imprimir

São Miguel das Missões Verdes Trigos em São Miguel das Missões/RS - Uma viagem cultural

VerdesTrigos está hospedado no Rede2

Leia mais

 




 

Link para VerdesTrigos

Se acha este sítio útil, linka-o no seu blog ou site.

Anuncie no VerdesTrigos

Anuncie seu livro, sua editora, sua arte ou seu blog no VerdesTrigos. Saiba como aqui

YARA CAMILLO lança segundo livro de contos no dia 17 em São Paulo

por Chico Lopes *
publicado em 07/03/2007.

A escritora paulistana Yara Camillo lança seu segundo livro de contos, "Volições", no próximo dia 17, às 18h, na Casa das Rosas, São Paulo, recebendo amigos e interessados para uma sessão de papo e autógrafos. O novo livro reúne contos novos e alguns do "Hiatos", que passaram por um repensamento pelo editor Massao Ohno, que Yara explica na entrevista que me concedeu.

Ela também tem novidades em relação à sua prosa, e poderá transformar certo conto do "Hiatos" num romance, com um personagem que cativou muita gente pelo cômico e o patético. Em todo caso, vale prestar atenção aos caminhos que Yara vem tomando.

Ela também participará, em Poços de Caldas, no dia 24, da Segunda Feira Nacional do Livro, com uma proposta de oficina, e de um debate com Chico Lopes, Nelson de Oliveira e David Oscar Vaz.

CHICO LOPES: "Hiatos" foi seu primeiro livro publicado, reunindo contos de diversas épocas, alguns premiados. "Volições" traz de volta alguns desses contos e outros inéditos. É como se o primeiro livro fosse repensado e ampliado, e "Volições", sim, fosse seu livro de estréia...

YARA CAMILLO: "Hiatos" é, sem dúvida, meu primeiro livro. Abriu caminho e, inclusive, me trouxe até aqui. Mas compreendo sua colocação, Chico. Pois "Hiatos" é uma coletânea de contos que, em sua maioria, datam dos anos 80. Já "Volições" tem, digamos, a intenção de um livro. Daí o título, criado pelo editor. Como eu já disse em outra ocasião, "Volições" abriu a lente, "viu" mais e aproximou-se de uma síntese que me pareceu desejável.

CHICO LOPES: Contos seus vêm atraindo leitores pela atmosfera de lirismo, poesia e intimismo. Mas há também uma Yara Camillo, a de "Copidesque", que tende ao humor crítico. Uma exclui a outra ou as duas permanecerão, se alternando de livro pra livro?

YARA CAMILLO: Espero que essas duas, e mais outras, continuem se alternando, o que é também um modo de se completar. Mas gosto do humor que sabe guardar poesia na manga.

CHICO LOPES: Quais são os escritores que, a seu ver, marcaram presença em seu espírito e podem ser destacados como possíveis influências? Por vezes, o espírito de Rosa, Clarice e Cortázar é muito visível em sua prosa, só pra detectar três.

YARA CAMILLO - Tenho uma profunda admiração por esses escritores que você citou e, ainda, por Campos de Carvalho, Marguerite Yourcenar, Borges, Juan Rulfo... Todos marcaram presença em minha prosa, minha vida.

CHICO LOPES: Como você se vê, em termos de escolas e gerações?

YARA CAMILLO - Vejo-me como mais um indivíduo tentando expressar sua Arte, sua maneira de subverter e resistir e seguir adiante, como tanta gente fez, vem fazendo e fará, por aí. Vamos recebendo e passando a bola, não? Para que a coisa continue, para que la nave va. Há uma interligação entre as formas de resistência, uma continuidade que às vezes nem é muito evidente. Mas há.

CHICO LOPES: Fale mais sobre o livro "Volições", que sairá no próximo dia 17. A edição te agrada? Que é você planeja? Continuar nos contos ou dar passos em direção a narrativas mais longas, mais sarcásticas, menos líricas?

YARA CAMILLO - "Volições" será lançado por Massao Ohno Editor, com ilustrações de Wilson Neves e fotos de Marjorie Sonnenschein. A edição me agrada e, mais que isso, me honra. O que planejo? Dar uma seqüência ao trabalho que venho desenvolvendo, seja em que gênero for. Atualmente, por sugestão do próprio Massao, trabalho numa narrativa cujo protagonista é o mesmo de Copidesque (um conto de "Hiatos" e também de "Volições") e de Copidesque Ainda (que faz parte de "Volições"). O resultado será uma novela, ou romance. Trabalho, também, num projeto de dramaturgia. E nos contos, nos ensaios de poesia, sempre.

Sobre o Autor

Chico Lopes: Chico Lopes é autor de dois livros de contos, "Nó de sombras" (2000) e "Dobras da noite" (2004) publicados pelo IMS/SP. Participou de antologias como "Cenas da favela" (Geração Editorial/Ediouro, 2007) e teve contos publicados em revistas como a "Cult" e "Pesquisa". Também é tradutor de sucessos como "Maligna" (Gregory Maguire) e "Morto até o anoitecer" (Charlaine Harris) e possui vários livros inéditos de contos, novelas, poesia e ensaios.

Mais Chico Lopes, clique aqui


Francisco Carlos Lopes
Rua Guido Borim Filho, 450
CEP 37706 062 - Poços de Caldas - MG

Email: franlopes54@terra.com.br

< ÚLTIMA PUBLICAÇÃO | TODAS | PRÓXIMA>

LEIA MAIS


Nasci com dois anos, por Airo Zamoner.

O cachorro sumiu, por Rodrigo Capella.

Últimos post´s no Blog Verdes Trigos


Busca no VerdesTrigos