Crônicas,contos e outros textos

PÁGINA PRINCIPAL LISTA DE TEXTOS Jacinto Guerra


COMPARTILHAR FAVORITOS ver profile do autor fazer comentário Recomende para um amigo Assinar RSS salvar item em delicious relacionar no technorati participe de nossa comunidade no orkut galeria relacionar link VerdesTrigos no YouTube fazer uma busca no VerdesTrigos Imprimir

São Miguel das Missões Verdes Trigos em São Miguel das Missões/RS - Uma viagem cultural

VerdesTrigos está hospedado no Rede2

Leia mais

 




 

Link para VerdesTrigos

Se acha este sítio útil, linka-o no seu blog ou site.

Anuncie no VerdesTrigos

Anuncie seu livro, sua editora, sua arte ou seu blog no VerdesTrigos. Saiba como aqui

De Paris a Bom Despacho – a poesia universal de Itamar de Oliveira

por Jacinto Guerra *
publicado em 09/09/2006.

Na louvação que dirige a uma de suas musas, o poeta faz uma declaração de amor: “O brilho de seu olhar deve ser compartilhado no céu, na terra e no mar – e o seu sorriso deve ser repartido com gregos e troianos, dividido com os deuses e os humanos”.

Com este micro-poema que transformei em prosa, o professor e jornalista Itamar de Oliveira abre, com luminosidade, as páginas de seu livro Fogo Amigo (Editora Libertas, Belo Horizonte, 2006), agradável surpresa literária que ainda não chegou às livrarias, bibliotecas e salas de leitura.

Até o momento, o novo livro do Brasinha é uma raridade da nossa literatura, também pela sua originalidade cheia de beleza e pelo calor humano de sua mensagem solidária.

No entanto, a poesia desse mineiro – que veio das águas e terras do Lambari e do São Francisco – acaba de chegar às mãos e aos olhos de alguns leitores privilegiados (em Minas Gerais e outras províncias do mundo), antes de alcançar o grande público que merece conhecer e compartilhar com o jornalista-poeta “Tudo de bom / Tudo de puro / Que tiraremos do escuro / Para celebrar a luz”.

Natural da mineiríssima Bom Despacho, a cidade da Senhora do Sol, Itamar é um tipo muito raro de escritor e homem público. Sua formação vem das fontes e das origens mais humildes de nosso povo, construindo uma biografia das mais ricas e interessantes.

Entre suas virtudes, é capaz de amar a terra natal e sua província com a mesma sensibilidade e admiração que devota aos lugares mais emblemáticos do mundo. É o caso de Paris, a capital da França, onde viveu e estudou durante muitos anos, depois de terminar o seu curso superior em Belo Horizonte, na Universidade Federal de Minas Gerais, onde fez sua carreira de professor.

Com o atirador do “Fogo Amigo”, o leitor viaja pela cultura brasileira e universal. Começa na “cidade da Senhora do Sol”, lembra de Dores do Indaiá, a prudência; de Diamantina, muita poesia; de Boa Esperança, a ternura – e de Belo Horizonte que, apesar de centenária, “grande aldeia, planejada, construída para ser capital: hoje, amanhã e sempre a nossa cidade, que trouxemos na viagem, que carregamos na bagagem”.

Mais adiante, Buenos Aires, Moscou, Praga, Montevidéu, Porto Seguro, Cuzco e outros lugares do mundo, que o poeta conheceu em suas viagens e leituras, para mostrar, com sensibilidade e beleza, aos seus leitores.

Vereador em Bom Despacho, assessor de gabinete no Governo de Minas e, depois, secretário de Indústria e Comércio de Belo Horizonte, Itamar de Oliveira prepara-se para nova e merecida conquista na vida pública, lembrando que “o poeta deve transformar a realidade em poesia”, enquanto “o político tem a obrigação de transformar a poesia em realidade”.

Com esse livro singular quem sai ganhando é o leitor. Então, se ele conhece pequenas cidades de Minas e outras aldeias do mundo, vai nadar de braçadas no Tira-Prosão, perto de Bom Despacho, com o inesquecível prazer de uma leitura das melhores –, poesia que tem a influência benfazeja de Bandeira, Drummond, Vinicius e outros monstros sagrados de nossa literatura.

Sobre o Autor

Jacinto Guerra: JACINTO GUERRA, mineiro de Bom Despacho, é autor de ensaios e biografias como o JK-Triunfo e Exílio-Um estadista brasileiro em Portugal, além de outros livros, entre os quais O gato de Curitiba - crônicas de viagem e outras histórias, editados pela Thesaurus, em Brasília.

< ÚLTIMA PUBLICAÇÃO | TODAS | PRÓXIMA>

LEIA MAIS


Os bombons de Joceu, por Airo Zamoner.

Caso acontecido, 1872, por Terezinha Pereira.

Últimos post´s no Blog Verdes Trigos


Busca no VerdesTrigos